Considere as dicas abaixo na próxima vez que você interagir com alguém fora da sua zona de conforto.

Acompanhantes BH

6 Coisas que fazem você parecer menos inteligente

As pessoas ao seu redor vão usar cada oportunidade para te julgar, para o melhor ou para o pior.

Categorias:  

Nós gostamos de pensar que somos pessoas muito inteligentes. E comparados com a maioria, nós realmente somos! No entanto, nossas ações as vezes traem a nossa inteligência de formas que nós nem somos capazes de notar, mas que são muito óbvias para as pessoas que nos rodeiam.

Sempre que você estiver em uma situação onde a forma como os outros o percebem, como na escola ou no trabalho, isso será muito importante. Você precisa estar constantemente ciente de como se mostra para os outros. Pela maneira como você se veste e age, a forma como você fala e o conteúdo das coisas que você diz… As pessoas ao seu redor vão usar cada oportunidade para te julgar, para o melhor ou para o pior.

Considere as dicas abaixo na próxima vez que você interagir com alguém fora da sua zona de conforto.

homem idiota

1. A forma de vestir

A maneira como você se apresenta ao mundo determina como você será tratado por aqueles que não te conhecem. Se você se vestir bem, você vai passar uma imagem de respeito. Se você usar um moletom ou um short em um ambiente mais formal, ninguém vai sentir a necessidade de te dar qualquer atenção.

Se o seu trabalho requer que você siga um código de vestimenta específico, você precisa ter certeza de que o segue exatamente como está escrito. Mesmo uma coisa simples como deixar a gravata em casa em uma sexta feira pode transmitir a ideia de que você não acha que as regras se aplicam a você, ou que você não entende as regras. Se você ignorar os códigos de vestimenta de um ambiente profissional, não vai se surpreender quando os seus colegas de trabalho e supervisores começarem a te ignorar ou falar sobre você na empresa.

2. O mau uso das palavras ou verbos

Isso sempre rende boas risadas quando é feito por personagens fictícios, mas o mau uso das palavras ou frases no mundo real é mais patético do que hilário. Se você é um professor de gramática que acha que “tumate” é uma palavra, os alunos provavelmente vão comentar e rir muito de você ao longo do ano.

Não basta usar bordões só porque você já ouviu alguém dizer em situações semelhantes. Se você não consegue explicar o que quer dizer sem usar um coloquialismo, você nem deveria dizer nada.

3. Parecer distante

Sabe quando alguém te pega olhando para o vazio e você precisa fingir que estava realmente prestando atenção em quem falava? Pode ter sido o seu professor, chefe, amigo, namorada…

As vezes é possível usar a desculpa de que estávamos em um pensamento profundo sobre oque foi dito, mas quando somos apanhados olhando para o vazio, a verdade é que nós simplesmente não estávamos focados e não demos muita atenção para a pessoa que estava falando. Claro que existem muitas razões para não estar focado, mas a grande maioria das pessoas assumem que não estavam ouvindo porque não entendiam ou não se preocupavam com o que estava sendo dito.

Quando você não mantém o contato visual apropriado e exibe uma linguagem corporal que mostra que você não está prestando atenção, é provável que as outras pessoas achem que você está completamente perdido e não têm ideia do que eles estão falando. Mas pode ser ainda pior, eles podem pensar que você está se concentrando tanto para entender o que eles estão dizendo porque você não tem inteligência suficiente para aquela conversa. Uma situação simples, onde alguns acenos de concordância com a cabeça poderiam resolver o problema.

De qualquer forma, o olhar vazio não contribui de forma positiva para a sua imagem.

4. Falar demais

Você conhece o ditado que diz: “Em boca fechada não entra mosca“?

As palavras que saem da sua boca podem fazer os outros pensarem que você não é exatamente a pessoa mais inteligente do mundo. Uma boa regra é nunca dizer mais do que realmente precisa ser dito.

Quando você fala de forma tranquila, você mostra que é capaz de ordenar os seus pensamentos e explicar tudo de forma facilmente compreensível. Quando você sabe o que é importante e precisa ser dito, você também sabe o que pode ser omitido e não precisa de explicações.

Por outro lado, se você é um tagarela que fala sem pensar nas coisas que está dizendo, você transmite a ideia de que fala só para ouvir sua própria voz, ou apenas diz as bobagens que estão na sua cabeça enquanto espera que elas façam sentido para as outras pessoas.

Nunca se esconda atras de pensamentos como: Eu digo oque penso, sou franco, falo na lata… Pessoas assim, na verdade são sem noção e se tornam conhecidas por afastar os outros, não são atenciosas, não são educadas e muito menos elegantes.

Você tem controle absoluto sobre o que sai da sua boca. Escolha sabiamente.

5. Falar pouco

Por outro lado, ser muito tranquilo pode fazer com que as pessoas o julguem também.

Para aqueles de nós que tendem a ficar calados durante as conversas, saiba que os outros podem pensar que você está sendo rude ou que não tem nada de importante a dizer. Sabemos que o silêncio, timidez, ou até introversão não são sinais de baixa inteligência, mas as outras pessoas podem não entender isso de forma tão clara.

É importante falar de vez em quando, colocar um comentário ou outro, fazer um gesto com as mãos ou acenar com a cabeça. Você não tem que dizer muito, só tem que dizer o suficiente para mostrar que está ouvindo, prestando atenção e entendendo a conversa.

6. Julgar os outros

Este artigo inteiro é baseado no fato de que as pessoas vão julgar você (e talvez julgar mal), com base em algumas atitudes que você pode ou não tomar. Não estou dizendo que isso é uma certeza, mas que existem grandes chances de acontecer.

Só porque as pessoas julgam umas as outras, não significa que você deve fazer o mesmo. Ou melhor, podemos simplesmente dizer: “nunca julgue ninguém por nada. Nunca”.

Nenhum de nós tem a mais remota ideia de como é viver a vida das outra pessoas. Quando você julga alguém, o que você está fazendo é assumir que eles tiveram exatamente os mesmos privilégios e privações que você teve em toda a sua vida. Você está aplicando o seu próprio padrão, como se você tivesse o direito de dar opiniões sobre a forma como eles vivem suas vidas.

Quando você julga os outros, isso mostra que você só é capaz de ver o mundo através de seus próprios olhos, e nunca pensa sobre o fato de que, com mais de sete bilhões de pessoas no mundo, existem mais de sete bilhões de maneiras diferentes para se viver.

GAROTA BH, GAROTA LINDA

As acompanhantes mais lindas de Belo Horizonte estão aqui, você só precisa ligar e marcar um programa!

Adriana Tavares (31) 97317-2587

Clayre Miller (31) 99662-2591

Bia Rodrigues (31) 97115-8701